terça-feira, 12 de julho de 2011

Lendo saudade


O ócio a estava deixando louca... Resolveu escolher um livro e o livro a escolheu. Enquanto lia confirmava o sentimento que havia dentro si. Um amor tão profundo, tão lascívo quanto santo. A cada linha uma rebelião se dava em seu corpo, ela não sabia se apenas deleitava ou expulsava pra fora de si todas essas sensações. Pois parecia bem isso que ela explodiria de tanto desejo!
As mãos dele deixaram de ser imaginadas, agora ela era capaz de senti-las... Enxergar o prazer entrando, tomando conta daquele corpo que ela sentia já não ser mais seu. E as suas mãos passaram a acompanhar as deles deslizando por onde o fogo ardia...
Languida a ouvimos responder à saudade com suspiros e gemidos que esta (a saudade) é muito boa quando existe amor, pois o toque é certo apesar da distância.

Um comentário:

  1. Belo texto, muita sensibilidade, gostei.
    Beijo.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...